Dicas de Procedimento
Fique Atento! Esses e outros sintomas estão ligados a LER (lesão por esforço repetitivo). A LER não é uma doença propriamente dita, mas engloba todos os problemas nos ossos e músculos que tenham origem em atividades repetitivas. A lesão mais comum é a tendinite, uma inflamação nos tendões. Outras recorrentes são a síndrome do túnel do carpo, a tendinite de Quervain, o dedo em gatilho e o cotovelo de tenista. Quatro aspectos são fundamentais para reduzir dores e riscos: • Fazer pausas durante qualquer atividade;• Saber respeitar os limites do corpo;• A altura e a posição de aparelhos precisam estar adaptadas à pessoa;• Ter atenção com a postura. Em qualquer atividade que se faça, é importante usar todo o corpo. Pense no movimento que você realiza, por exemplo, quando se abaixa para pegar um objeto pesado no chão – o ideal é dobrar os joelhos e usar as duas mãos. Esse tipo de raciocínio serve para todos os trabalhos braçais. No caso do computador, em que a LER é comum, o que se deve observar é a posição dos objetos. A cadeira e a mesa devem ficar na altura que proporcione maior naturalidade e conforto a quem estiver sentado. A…
“Elas cometem aproximadamente, de cada cinco indivíduos, quatro são mulheres. Não existe uma certeza, mas provavelmente fatores hormonais estão envolvidos nessa prevalência da população feminina”, afirma a reumatologista Cristiane Kayser. Existem mais de 120 tipos de reumatismos. Além do lúpus, entre as mais comuns estão a osteoporose, que enfraquece os ossos do corpo; a artrite, que é a inflamação das articulações; e a fibromialgia, que causa dor no corpo todo. Para orientar a população, a Sociedade Brasileira de Reumatologia vai distribuir cartilhas nas redes de saúde pública e privada com informações sobre as doenças. “A gente sabe que existem fatores genéticos associados. A osteoporose também está associada com fator genético. Então, se a mãe tem osteoporose, é bom a mulher quando chegar a menopausa procurar um reumatologista para fazer uma avaliação”, orienta. Dores nas juntas, inchaço nas articulações, cansaço excessivo e febre sem explicação, mesmo baixa – tudo isso pode ser indicativo de uma doença reumática. É importante procurar um médico o mais rápido possível, porque essas doenças podem ser crônicas. Mas se forem descobertas no início, respondem bem melhor ao tratamento. ***Reservamo-nos o direito de corrigir eventuais erros de divulgação neste site.*** Fonte: g1.globo.com/bemestar
Os hormônios são a chave de muitas mudanças físicas e emocionais que acontecem no corpo. Há, portanto, uma diferença entre homens e mulheres. Enquanto nos homens, o único hormônio que determina a função sexual é a testosterona, nas mulheres em menos 15 dias tudo pode mudar. Na mulher, os hormônios que regulam o comportamento são o estrógeno e a progesterona e começam a ser liberados no corpo a partir da puberdade. Quando chega a última fase da puberdade, a chamada "menarca", que é a primeira menstruação da mulher, também pode vir junto uma síndrome que, dependendo da intensidade, muda completamente a vida da mulher. A Tensão Pré Menstrual (TPM) é um conjunto de sintomas físicos e emocionais que começam no meio do ciclo menstrual da mulher e desaparecem como num passe de mágica quando chega a menstruação. São mais de 200 sintomas que variam de mulher para mulher. Níveis de TPM Leve7 em cada dez mulheresCaso mais comum, pode ser resolvido ou pelo menos atenuado com atividade física porque o exercício contribui para diminuir os sintomas físicos (dor no corpo, inchaço, dor de cabeça), melhora a digestão e ainda libera as endorfinas, hormônios que provocam sensação de bem estar e…

Mais lidas

Filtrar por data